Casa da Árvore: um projecto de arquitectura irreverente (Lisboa)

Pide Presupuesto

Número incorrecto. Por favor, compruebe el código del país, prefijo y número de teléfono.
Al hacer clic en 'Enviar' confirmo que he leído los Política de protección de datos y acepto que mi información anterior será procesada para responder a mi solicitud.
Nota: Puedes cancelar tu consentimiento enviando un email a privacy@homify.com con efecto futuro

Casa da Árvore: um projecto de arquitectura irreverente (Lisboa)

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Salones de estilo  de Viviane Cunha Arquitetura
Loading admin actions …

A imagem de uma casa na árvore faz parte do imaginário de quase todas as crianças. É aquele refúgio longe dos adultos onde só as brincadeiras e a imaginação têm lugar. Hoje, não lhe trazemos uma casa na árvore no sentido literal, mas sim um projecto que se desenvolve em torno de uma árvore alta que já existia no terreno e que os arquitectos do gabinete Viviane Cunha Arquitetura tiveram a sensibilidade de preservar, respeitando, assim, a natureza. É em torno do pátio central italiano que se distribuem os sectores da casa, num diálogo permanente entre o interior e o exterior. A árvore, por estar neste pátio central, participa da composição dos espaços.

A arquitecta responsável pelo projecto conta já com mais de 30 anos de experiência profissional. O portefólio inclui mostras e projectos residenciais, comerciais e corporativos realizados no Brasil, em Portugal, nos Estados Unidos da América, no Reino Unido, em Itália e na Argentina. A equipa altamente qualificada procura actualizar-se em permanência com vista a dar uma resposta criativa e de alta qualidade aos clientes. As propostas do atelier conciliam beleza, praticidade, conforto e sofisticação. Esta casa é disso prova.

Venha conhecê-la.

1. Relação com o exterior

Abrimos o nosso artigo com uma perspectiva panorâmica da casa que se notabiliza, de imediato, pelos generosos panos envidraçados que estabelecem uma forte relação entre interior e o entorno. A casa surge quase como um objecto transparente, na medida em que não se impõe no terreno. Pelo contrário, respeita-o e valoriza-o. As aberturas permitem a entrada de luz natural e uma boa ventilação dos ambientes interiores.

Cabe, ainda, realçar a mescla cirúrgica de materiais. A madeira, com os seus tons calorosos, vem mitigar a frieza das superfícies em betão. Não menos importante é o telhado verde, determinante para a integração harmoniosa da casa na paisagem e uma opção sustentável que garantirá o conforto térmico da habitação.

2. Uma zona de estar ao ar livre

O piso superior abriga os ambientes íntimos e a biblioteca. Por sua vez, o bloco térreo acomoda as dependências de serviço e a área social da casa. O hall de acesso social, a par com a escada, faz a distribuição da circulação para todos os sectores da casa, permitindo o acesso independente às diferentes áreas.

No exterior, aproveitou-se o desnível para a criação de uma zona tipo lounge com uma lareira no centro. É o espaço perfeito para socializar e aproveitar o serão.


3. Piscina

No piso térreo, as fachadas são de betão aparente composto a partir de cimento CP III, um tipo de cimento que possui características sustentáveis. No segundo andar, os planos da fachada são revestidos em madeira. Os espaços vazados foram vedados com esquadrias de vidro que compõem ambientes contemporâneos, elegantes e que permitem a ventilação cruzada das divisões.

Depois do núcleo social, encontramos uma zona de transição, tipo alpendre, em madeira e, por fim, a piscina com rebordos quase ao nível do chão.

4. Área social

O núcleo social desenvolve-se numa lógica de plano aberto e inclui as zonas de estar e de jantar que comunicam de modo fluido com a paisagem. A protecção dos vãos para o exterior desde a salas possibilita que estas se mantenham completamente abertas mesmo em caso de chuva ou de alta incidência do sol.

O tema natureza, designadamente a árvore, reverbera para a proposta de decoração da casa e mobiliário.

5. A árvore

Eis a forma encontrada pela arquitecta para manter a árvore e incorporá-la na arquitectura da casa. A árvore irrompe do pátio central e pode ser vista a partir do interior que está, no entanto, resguardado pelo vidro que protege a protagonista deste projecto. 🌳

6. Fachada principal

Terminamos com a fachada da entrada que, ao contrário das demais, é totalmente fechada para afiançar a segurança e a privacidade dos moradores. Deste lado, o contraste entre a madeira e o betão aparente é ainda mais evidente.

Se gostou deste projecto, não deixe de contactar o atelier Viviane Cunha Arquitetura:

  • Morada: Rua Rebelo da Silva, 45 – Estefânia / 1000-254, Lisboa, Portugal

Contacto telefónico: +351 915449000/ 0055 21 988 580 424


Vivienda Unifamiliar en Tomiño, Pontevedra (Spain): Casas de estilo  de HUGA ARQUITECTOS

¿Necesitas ayuda con tu proyecto?
¡Contáctanos!

¡Encuentra inspiración para tu hogar!